quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Update e dieta

Olá meninas! Sei que larguei o blog de mão e talvez tenha decepcionado muitas de vocês, mas eu estava passando por algumas coisas no início do ano e não tinha tempo pra absolutamente nada. Porém, como já dizia o ditado "quem é vivo sempre aparece", e por isso resolvi voltar a postar no blog e espero que vocês voltem a acompanhar o progresso dele e o meu.
 
Bem, o primeiro post de "retorno" vai falar sobre dieta. Isso mesmo. Estou tentando a meses emagrecer, mas todos os métodos são falhos já que minha obsessão por doces e besteiras é incontrolável. Enfim, primeiro vou contar pra vocês como eu era e o que me levou a engordar tanto. Com 14 anos eu pesava 53 kg, que para minha altura - 1,56 é de certa forma o peso ideal. Até aí tudo bem. Quando completei 15 anos acabei engordando uns quilinhos e fiquei na média dos 55 kg, nada tão desesperador. Mas foi justo nessa fase que comecei a fazer o tratamento para espinhas utilizando o Roacutan. Esse medicamento é muito rigoroso e perigoso, embora muitas pessoas desconfiem disso. No caso das mulheres, é estritamente proibida a gravidez durante o uso do mesmo, já que o feto pode nascer totalmente deformado, devido à quantidade absurda de hormônios e componentes que o medicamento possui. E vale lembrar que ele é indicado apenas para casos extremos, e a utilização dele é feita apenas por recomendação de médicos particulares, já que o SUS não tem autorização para disponibilizar um remédio tão forte assim.
Enfim, devido ao uso do Roacutan eu precisava manter o peso constante, já que o cálculo referente a quantidade de caixas que eu precisava tomar era feito utilizando meu peso e minha altura. Então de forma meio "obrigada" acabei entrando na dieta. Nada de doces, frituras, pães apenas os pretos e com grãos, e nada de besteiras fora de hora. Assim me mantive durante os 11 meses de tratamento. Ao término do mesmo, cometi o erro que muitas pessoas cometem, saí da dieta e comecei a comer tudo que via pela frente. Isso mesmo, queria matar a vontade de comer tudo aquilo que tinha me privado por tanto tempo. E assim, surgiram então os 5 kg a mais, as estrias devido ao efeito "sanfona", as dores nas costas e a depressão inevitável. Sei que para muitas de vocês, esses 5 kg que engordei podem ser besteira ou exagero da minha parte, mas não é. Sou muito baixinha e o formato do meu corpo não é dos melhores, então com 60 kg acabo virando uma bolotinha sem mentira. Como disse antes, tentei várias dietas, métodos que não eram saudáveis e lhes afirmo que nenhum deles adiantou. E sabe aqueles momentos em que você se conforma com a situação e apenas desiste? Pois é, foi isso que fiz nos dois últimos meses. Mas nessa semana tenho uma festa de 15 anos para ir, e como toda a mulher e menina que gosta de estar bonita e bem cuidada, fui à busca do vestido perfeito. Juro para vocês, andei por todas as lojas que conhecia, experimentei todos os modelos diferentes e nenhum deles ficou sequer decente. Chorei. Sim, o desespero foi tão grande, que chorei no provador de muitas lojas. O problema não era com os vestidos, pelo contrário havia inúmeros modelos que eram dignos de princesas, o problema mesmo era comigo e minha falta de vergonha na cara para emagrecer. Essa foi a gota d'água, decidi colocar um basta nisso. Cansei de ter a autoestima baixa, de me sentir inferior e terrivelmente feia. Nenhum ser humano no mundo merece esse sentimento. Por isso, depois de muitas pesquisas decidi aderir a uma reeducação alimentar. A partir de hoje, não comerei mais doces, nem refrigerantes, frituras e qualquer besteira fora de hora. Vou encontrar minha força de vontade e revigorá-la, pois viver infeliz não é saudável. Esse é o primeiro post da dieta, vou ir atualizando toda a semana com pequenos textos descrevendo o meu progresso, e exatamente daqui a um mês irei fazer um texto completo de como foi minha rotina. Espero que vocês gostem e que o meu exemplo possa ajudá-las de alguma forma. Afinal, tudo é possível é só querermos.

9 comentários:

Anônimo disse...

Você também pode aderir ao uso de remédios que inibem o apetite. Já que o desespero é tanto. Eles ajudam bastante nas dietas.

Juliana Ellen disse...

É verdade. Comecei a tomar o Besomed da Almeida Prado. Ele é específico para o tratamento da obesidade e do controle da ansiedade. Como ainda não tenho resultados, deixei para comentar sobre ele no post da próxima semana.

Obrigada por acompanhar o blog. Espero que goste.

Beijos

TPM Constante disse...

Ju, calma! Nenhum ser humano deve se sentir inferior por aparência. Muito menos por esses poucos quilinhos a mais. Faz a reeducação alimentar, te cuida e tudo mais. Mas faz também as pazes contigo mesma, tu é linda, saudável, nova, simpática, alegre, etc. Portanto, não há motivo pra desespero. Beijão e vamos melhorar essa auto estima!

Juliana Ellen disse...

Pode deixar, vou me puxar bastante dessa vez. E controlar essa autoestima para que as coisas melhorem. E os sentimentos também.
Obrigada Gabi!

beeijos

Tábata Silveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tábata Silveira disse...

"Tu chorou nos provadores porque a companhia não era eu, bebê! Com a loja certa não tem roupa que fique ruim." :)
Juro que pensei isso quando li o texto. E tu não achou o vestido porque não teve alguém que dissesse a verdade. Porque tu é linda, independente da roupa. Porém, vou concordar com a Gabi: primeiro temos que gostar de nós mesmas para que os outros possam enxergar isso. Então, trate de melhorar essa autoestima de uma forma ou outra!
E mais uma coisa: gostei da dedicação quanto a dieta. Vou usar isso como um, digamos, 'empurrão(zão)' para eu também. Por favor, não veja isso de uma forma errônea, ou competição. Mesmo. Só vou desabafar que no fim do dia, sempre, acabo comendo besteiras e passando dos limites aceitáveis de uma 'alimentação balanceada'.
Whatever, acho que era disso que eu estava precisando, de alguém que tivesse força de vontade junto à mim para ficar com a (bendita) aparência tão desejada e cobiçada.
Escrevi demais, acho que sinto um pouco de falta do Fickle Ever... Mas paciência.
Beijos, Ju. E continua na dieta para poder trazer boas notícias nas próximas semanas.

Juliana Ellen disse...

Fiquei muito, mas muito feliz mesmo ao ler teu comentário. Reconheço que quando não era gordinha, não tinha problema com autoestima, mas agora é impossível não me sentir abalada ao ver aquelas musas nas capas de revista. OK, eu sei que exatamente como elas eu nunca vou ser, mas dá saudade dos meus poucos quilos. Eu detesto ir a busca de roupas sozinha. Já acho extremamente exaustivo ficar andando de loja em loja mesmo que acompanhada, sozinha então é deprimente, e com nenhum vestido sequer servindo é terrível. Esse foi ápice para que minhas lágrimas surgissem. Está sendo difícil, pois eu sempre comia chocolate ou um doce qualquer e já faz dois dias que não coloco açúcar na boca. Mas eu sei que no final vai valer a pena.
Fico muito feliz mesmo que minha decisão tenha sido um "empurrão" pra ti, e de maneira alguma irei pensar que é competição. Eu sempre te admirei, muito mais do que tu imagina. E receber um comentário lindo desses e ver que foi tu que escreveu, me deixou inexplicavelmente feliz. Muito Obrigada de verdade. E tu também é linda, impecável no meu conceito.
Enfim, espero poder trazer boas notícias semana que vem. Beijos linda.

Eunice Romano disse...

Acabou? E o Besomed deu resultado ou não?

Dalila Gabriel Rocha disse...

Como foi com o besomed?

Postar um comentário